Conheça a minha história

Conheça a minha história

Hoje eu vim contar para vocês um pouco mais sobre a minha trajetória na área de direito.


Me chamo Ana Paula Vincensi da Silva, nasci e fui criada em Guaraniaçu-PR, e o sonho de me tornar advogada surgiu quando eu tinha apenas 8 anos, ao assistir e ouvir sobre temas jurídicos me bateu uma vontade enorme de entender mais sobre o assunto e ajudar as pessoas a resolverem seus problemas.

Apesar de a minha família não ter formação superior, nem condições financeiras para me ajudar a pagar uma faculdade de direito, eu nunca desisti. Sabia que meu sonho não era impossível de realizar, então comecei a trabalhar aos meus 14 anos de idade.
Meu primeiro emprego foi de babá, depois doméstica e então manicure. Iniciei fazendo a unha de amigas e familiares, mas em seguida fiz um curso gratuito ofertado pelo município para ganhar experiência, logo estava trabalhando nos salões de beleza da cidade e assim passei a ganhar meu dinheirinho.

Juntei dinheiro e comprei meu primeiro notebook para poder estudar. Lembro até que na época parcelei em 15x!
Terminei o ensino médio e tentei uma vaga de ensino superior em diferentes áreas e universidades públicas, porém na área de direito que era meu sonho, não consegui passar. Mas eu ainda não iria desistir!

Em 2012 o governo lançou uma proposta de “autofinanciamento” em que não era necessário um avalista para financiar um curso, então eu pensei: é minha chance!
Fui até a Univel em Cascavel-PR que era referência na área de direito e consegui financiar 50% da minha faculdade, foi um sentimento de alegria e começo de uma nova etapa.

No primeiro ano de faculdade eu já tinha certeza que realmente advogar era o que eu queria para minha vida! Segui em frente nas aulas e continuei trabalhando para poder pagar despesas com materiais e livros, além do transporte, já que eu ainda morava em Guaraniaçu e a faculdade ficava em Cascavel.

No segundo ano fui atrás de um estágio na área, e o primeiro que consegui foi em uma advocacia onde na verdade as minhas tarefas eram mais parecidas com a de secretária, só que eu queria mais! E fui na busca de um estágio onde eu poderia lidar com processos.
Meu primeiro estágio de verdade na área de direito foi na delegacia de Guaraniaçu e em seguida no fórum eleitoral da comarca da cidade, mas o meu anseio por conhecimento pedia por mais.

Resolvi prestar um teste seletivo para trabalhar em um gabinete de uma das varas cíveis de Cascavel-PR. Passei e fui chamada para fazer o estágio. A minha felicidade não cabia no peito!
Na época eu morava em Guaraniaçu e para trabalhar, eu enfrentava ônibus todos os dias e do estágio ia direto para a faculdade, chegando em casa sempre meia noite. Foi puxado, confesso, mas eu não iria desistir do meu sonho.

Me formei em 2016 e já estava com minha OAB em mãos, pois passei no primeiro exame de ordem que prestei. Um sonho se realizava, consegui superar todas as dificuldades e até então era a primeira pessoa a conquistar o ensino superior na minha família

.

Depois de formada, levei meu currículo em todos os escritórios de advocacia que conhecia, porém as portas não foram abertas, mas mais uma vez eu não iria desistir de advogar.
Voltei a trabalhar como assessora de magistrado até metade de 2017, e depois resolvi me aventurar no mundo do empreendedorismo e abri meu próprio escritório, de forma simples e com o básico (uma mesa, duas cadeiras e notebook da faculdade), com a cara e a coragem.

Minha paixão pelo Direito Previdenciário surgiu já com o meu primeiro cliente por quem até hoje tenho muito carinho. Ele queria se aposentar de forma especial, mas eu sequer sabia o que era “aposentadoria especial”, pois não tive matéria relacionada na grade da faculdade, por isso, comecei a estudar do zero, fiz cursos, especializações e pós-graduação na área e hoje é uma das áreas que mais atuo e que me identifico muito!

Hoje posso dizer que venci uma batalha e sou ADVOGADA, pós-graduada em Direito Processual Civil e Direito Civil pela UNINTER, Direito Previdenciário e Prática Previdenciária pela Especcial Jus.
Não tenho ninguém na família na área jurídica e não ganhei meu escritório dos meus pais ou meu companheiro. Sou grata por todo apoio e amor que eles me deram, que foi mais do que suficiente para me ajudar a chegar até aqui! Todo o resto foi construído com suor e dedicação, pois desistir nunca foi uma opção.

Compartilhe essa história com alguém que precisa de inspiração para não desistir dos seus sonhos.

Leave a Reply